PROBLEMAS MÉDICOS DURANTE A GRAVIDEZ
Infecções teratogênicas

    Como pudemos discutir no capítulo de cuidados pré-concepcionais, existe uma série de agentes infecciosos que podem causar malformações fetais graves. Cada uma destas patologias tem quadros clínicos característicos. Algumas delas, como a toxoplasmose congênita e a sífilis, podem ser tratadas com antibióticos, quando diagnosticadas na gravidez. Para isto, o médico assistente e a paciente devem estar atentos para certos sintomas clínicos, tais como febre, erupções pela pele, aumento de gânglios e lesões em órgãos genitais.

    A sorologia para sífilis em geral é rotineiramente colhida durante o acompanhamento pré-natal. Outras sorologias específicas serão indicadas em decorrência do quadro clínico individual. Para evitar a sífilis, deve-se evitar a promiscuidade sexual, inclusive do parceiro. Para evitar a toxoplasmose, delineamos os cuidados com dejetos e produtos animais no capítulo específico anterior. A hepatite B, quando adquirida durante a gestação, deve ser precisamente diagnosticada, para que o recém-nascido possa ser tratado com a soroterapia específica. Viroses como a rubéola ou a citomegalia podem causar malformações graves, que, durante a gestação, não são suscetíveis a tratamento específico.